Como ganhar dinheiro com seu lixo

Ganhar dinheiro com reciclagem pode ser uma alternativa bacana quando a grana está mais curta. Além de ajudar o seu bolso, você ajuda o planeta. Mas como trabalhar com reciclagem na sua região? Quanto você pode ganhar com isso?

Como trabalhar com reciclagem

A reciclagem ajuda a reduzir o depósito de resíduos na natureza, contribui para o uso mais racional dos recursos naturais e proporciona trabalho para as cooperativas de reciclagem e para as pessoas que vivem da coleta e reciclagem de materiais.

Quais materiais podem ser reciclados? Os materiais recicláveis são: garrafas de vidro; frascos de vidro de molhos e condimentos; potes de vidro de produtos alimentícios; frascos de remédios em vidro; frascos de perfume e produtos de limpeza em vidro; potes plásticos de todo tipo; embalagens plásticas de detergentes, shampoos ou cremes, água sanitária; tampas plásticas de todos os tipos; sacos e embalagens de plástico como sacos de arroz por exemplo; se forem de metal, latas, tampas, arames, grampos, fios, pregos; marmitex de alumínio; tubos de creme dental; jornais, revistas, caixas de papelão e vários outros tipos de papéis.

Como ganhar dinheiro com seu lixo

Reforce seu orçamento vendendo material reciclável

Como ganhar dinheiro com reciclagem

É justamente nessas cooperativas de reciclagem que você pode levar seu material. Você pode arrecadar alumínio de graça pedindo que seus amigos e parentes guardem para você as latinhas que eles usarem e estiverem vazias, por exemplo. O valor do quilo da latinha, ou do alumínio em geral, varia conforme a região, mas pode dar algo em torno de R$ 4. Um quilo de latinhas de alumínio contém mais ou menos 75 latas. Para que elas não ocupem muito espaço no armazenamento, você pode amassá-las com uma pisada forte, diminuindo o tamanho.

Você também pode fazer o mesmo com suas caixas de leite longa vida. Após o uso, lave-as para tirar o excesso de leite, e amasse-as para armazenar. Quando tiver uma boa quantidade, você também pode vender suas caixas em cooperativas de reciclagem na sua região.

Outro material que pode dar uma ajuda na sua graninha extra é o lixo eletrônico. Materiais como celulares, baterias, monitores velhos, televisões que não funcionam mais, DVD´s muito antigos, CD´s velhos ou quebrados, placa mãe, e outros materiais do tipo. Nunca descarte esse tipo de material diretamente no lixo! Prefira vendê-los a essas cooperativas especializadas em lixo eletrônico, pois você ganha um dinheirinho e ainda por cima evita que esse tipo de resíduo caia na natureza.

Procure cooperativas de reciclagem próximas ao seu bairro e levante um dinheirinho extra!

118 comentários
  1. Posted by Thales
  2. Posted by Rodrigo
  3. Posted by Vitor
  4. Posted by eduardo porto mendes
  5. Posted by eduardo porto mendes
  6. Posted by estacio neto
  7. Posted by Fernanda
  8. Posted by Marilia
  9. Posted by geraldo junior
  10. Posted by geraldo junior
  11. Posted by alfredo g monroe filho
  12. Posted by alfredo g monroe filho
  13. Posted by geisa
  14. Posted by rosely blesa
  15. Posted by janeteda silva coutinho
  16. Posted by janeteda silva coutinho
  17. Posted by janete silva coutinho (gina gaspar)
  18. Posted by Fernando Balthazar
  19. Posted by ariane
  20. Posted by Lucas Vinicius
  21. Posted by jean ribeiro alfa
  22. Posted by ALBINA
  23. Posted by ALBINA
  24. Posted by Diego Fogliato de Andrade
  25. Posted by mariele
  26. Posted by renata
  27. Posted by patricia
  28. Posted by Gilmar
  29. Posted by TailsApnea
  30. Posted by Priscila
  31. Posted by marly
  32. Posted by livia
  33. Posted by Andreia
  34. Posted by ALFREDO
  35. Posted by jorge luis dos santossouza
  36. Posted by Cristiane mendes
  37. Posted by DIVINO SALES GOMES
  38. Posted by João Luiz Gomes
  39. Posted by Larissa
  40. Posted by VICTORIA CATARINA
  41. Posted by Sandra
  42. Posted by paulo roberto
  43. Posted by welton
  44. Posted by Guilherme
  45. Posted by Cintia Pereira
  46. Posted by Fátima
  47. Posted by monica
  48. Posted by wellington cavalcante
  49. Posted by Andreson
  50. Posted by ivan
  51. Posted by juliana b prieto
  52. Posted by max neves
  53. Posted by juliano
  54. Posted by eliana
  55. Posted by Carlos Francisco
  56. Posted by GILBERTO
  57. Posted by marco
  58. Posted by samuel samali sais
  59. Posted by HENRIQUE COSTA DA SILVA
  60. Posted by Fibratex
  61. Posted by sidnei de souza
  62. Posted by alexandre santiago conceicao
  63. Posted by holmes luiz cristaldo chimenez
  64. Posted by holmes luiz
  65. Posted by Carlos Martind
  66. Posted by Luciano Compras
  67. Posted by Luciano Compras
  68. Posted by Luciano Compras
  69. Posted by Tatiana
  70. Posted by gustavo
  71. Posted by agnaldo
  72. Posted by simone
  73. Posted by Leonardo
  74. Posted by clodoaldo
  75. Posted by gilberto
  76. Posted by carla
  77. Posted by Raimunda
  78. Posted by Luiz Antonio
  79. Posted by Luiz Antonio
  80. Posted by FABIO
  81. Posted by FABIO
  82. Posted by José Ferreira
  83. Posted by Adão Barbosa de Araujo
  84. Posted by Adão Barbosa de Araujo
  85. Posted by Eliassilva
  86. Posted by alberto
  87. Posted by mauro
  88. Posted by Pamela Camila
  89. Posted by Valterlim
  90. Posted by isabel
  91. Posted by Alisson
  92. Posted by roseanesousasodre
  93. Posted by joseaugusto
  94. Posted by virginia
  95. Posted by ELIAS PIMENTEL
  96. Posted by Denise
  97. Posted by J.RODRIGUES
  98. Posted by Rita de Cássia Martins Lucas Querino de Olivei
  99. Posted by Luiz Alfredo (pruw@hotmail.com)
  100. Posted by rose
  101. Posted by Gilcilene Januário Silva
  102. Posted by GABRIELA
  103. Posted by antonio brezegue
  104. Posted by Paola Vannucci
  105. Posted by Raphael
  106. Posted by roger da rocha moreira
  107. Posted by antonio lobo
  108. Posted by alessandra de souza
  109. Posted by Marcos Santos
  110. Posted by roseane sousa sorde
  111. Posted by ricardo santos
  112. Posted by jamile
  113. Posted by Aurino
  114. Posted by Evanilson sampaio
  115. Posted by gilmr
  116. Posted by VLADIMIR
  117. Posted by ODILON RICARDO CORDEIRO